…cada um que passou por nós…   Leave a comment

Que estejamos presentes em memórias alheias.
Que alguém já distante lembre do nosso sorriso e se sinta acolhido.
Que o nosso bem faça bem ao outro.
Que sejamos a saudade batendo no peito de uma velha amizade.
Que sejamos o amor que alguém nunca esqueceu.
Que sejamos um alguém que sorriu na rua e o desconhecido encantou-se.
Que sejamos, hoje e sempre, uma coisa boa que mora dentro de cada um que passou por nós.

Texto: Camila Costa
Foto: João Carvalho (Algarve)

 

Posted 26 de Julho de 2017 by João Carvalho in Pensamentos

Largos campos são o nosso destino   Leave a comment

Adormecidos nos largos campos do nosso destino
Um mundo guardado por silenciosas asas que sussurram
E num rasgo de luz dourada pelo divino
Protege a nossa impossibilidade perfeita
E nos horizontes que brevemente murmuram
Um esplendor fechado investiga os nossos olhos sonhadores
Esperamos que a nossa fantasia seja a eleita
Sonhamos nossos esplendores
Carregados de idades orgulhosas e fados magníficos
A beleza da nossa alma escura é amorosa
Somos os herdeiros de uma largura infinita
Reflectida na flor e nos espinhos de uma rosa
Mas estreitada pela nossa desdita
O impossível é a insinuação do que será
A mais pura mistura da verdade
Nossa vida é e será sempre
A porta da nossa imortalidade.

 

Texto: Raul Cordeiro

Foto: João Carvalho (Marvão, 2015)

Posted 25 de Julho de 2017 by João Carvalho in Pensamentos

Atenção ! O blogue foi infectado com um potencial Virus   Leave a comment

Posted 24 de Julho de 2017 by João Carvalho in Pensamentos

Nem barcos de papel   Leave a comment

No lago das minhas lágrimas

Há-de navegar um barquinho de papel

Mensageiro de mim

Um barquinho colorido amarelo pastel

Nele há-de flutuar a minha cidade

E carregar no papel das velas

O nome da felicidade

Ficarei a vê-lo do cais do passeio

Cruzar lento o fundo da rua

E parar espantado e molhado

Nunca lhe ensinaram aquele caminho

Nem o Sol nem as estrelas

Nem a lua…

Nem como navegar sozinho

Nem a navegar à vista ou à bolina

Nem como lidar com o vento depois da esquina.

 

Texto: Raul Cordeiro

Foto: João Carvalho (Escaroupim, Portugal)

Posted 20 de Junho de 2017 by João Carvalho in Foto, Pensamentos

Às vezes há tardes…   Leave a comment

Às vezes há tardes que os meus braços
Não conseguem abraçar
E um grito surdo dos jardins onde passo
Há tardes em que levo a chuva no regaço
E grito sem a espada desembainhar
Enrolo-me sossegado no meu encanto
Respondo a mim próprio
Falo para dentro
E fica mais longínqua a aura do meu canto
Precisamos de rosas, espadas e açoites
Para fazer da tarde manhã
Para fazer de hoje amanhã.

Texto: Raul Cordeiro

Foto: João Carvalho

Posted 11 de Abril de 2017 by João Carvalho in Foto, Pensamentos

7º Ano de vida   7 comments

Hoje é o dia em que se comemora o sétimo ano de existência deste blogue.

Obrigado a todos os que o visitam diariamente, a todos os que participam nele. Sem vocês não havia incentivo para continuar e já lá vão quase 51.000 visitas.

Obrigado a todos aqueles que têm o endereço do blogue nos favoritos do seu “browser”, obrigado a todos aqueles que o visitam através do facebook e por outras redes sociais.

OBRIGADO, PARTICIPEM, VISITEM.

Foto: João Carvalho (Elvas, Igreja da Piedade)

Posted 31 de Janeiro de 2017 by João Carvalho in Foto, Pensamentos

Gotas de chuva   2 comments

“Cada gota de chuva é uma palavra de Deus, resposta às orações permanentes. Ou talvez as gotas sejam olhos de Deus, multidão atenta, empurrada pelo vento e pela noite. Ou então está um Deus dentro de cada gota de chuva, e todos são o mesmo, e todos juntos têm o tamanho de um só, pousam no telhado e acomodam-se, escorrem pelas paredes, cobrem a casa inteira ou afundam-se directamente na terra porque têm pressa de voltar ao céu.”

Texto: José Luís Peixoto, “Em Teu Ventre”
Foto: João Carvalho

Posted 29 de Dezembro de 2016 by João Carvalho in Foto, Pensamentos

%d bloggers like this: