Archive for Setembro 2011

Pintor de arco-íris   1 comment

 Se pudesse tocar nesse arco-íris vizinho do meu Sul
 Se pudesse construir uma montanha pintada de azul
 Agarrar aquela nuvem e pintá-la de amarelo
 E lançar num ar de vento o seu novelo
 Se pudesse esvaziar o mar e o céu e mudá-los de lugar
 Poderia no céu navegar e nadar no que é meu
 Seria peixe no céu e ave no mar
 Seria pintor de arco-íris de cores vivas
 Artista de malabarismos e sonhos
 Rabiscador de telas nativas
 Se pudesse tocar nesse arco-íris vizinho do meu Sul
 Se pudesse construir uma montanha pintada de azul
 Agarrar a terra toda de uma vez e mudar o Norte
 Pôr África toda na Noruega
 E esperar tranquilo a refrega
 Ver crescer a serenidade do mundo
 Nem que fosse só por um segundo
 Seria herói para uns e vilão para outros
 Seria Nobel da fantasia
 Rabiscador do futuro de um dia
 Se pudesse tocar nesse arco-íris vizinho do meu Sul
 Se pudesse construir uma montanha pintada de azul
 Se pudesse…
Texto: Raul Cordeiro
Foto: João Carvalho (Julho de 2011, Quarteira)

Posted 20 de Setembro de 2011 by João Carvalho in Foto, Pensamentos

Tagged with ,

Setembro…   Leave a comment

[hoje não procuro o corpo e a extensão carregada dos seus passos frágeis. sem palavras, sobra espaço no meu silêncio.
afundo-me sozinho num outono de eternidade. tudo em sossego, afundo-me. o respirar em sossego cada vez mais fundo. espreito de quando em vez, a superfície dos regressos, o arrepio da pele, a planície da saudade. tudo é tão distante neste outono que desagua em mim, sobram lugares no que vejo. setembro é tudo o que tenho para me abrigar.]

Texto: danielcamacho

Foto: João Carvalho (Portalegre, Setembro de 2011)

Posted 19 de Setembro de 2011 by João Carvalho in Foto, Pensamentos

Tagged with ,

O tempo que passa…   Leave a comment

por entre o tempo que não passa, espreito os outros.

os que não sou, os que não quero ser.

espreito em silêncio o tempo que a chuva irá trazer.

espreito as coisas dos outros tentando me ver

Foto: João Carvalho (Agosto de 2011)

Texto: Daniel Camacho

Posted 12 de Setembro de 2011 by João Carvalho in Foto, Pensamentos

Tagged with ,

“Pontos de vista” – III Exposição do Fotógrafos de Elvas   Leave a comment

O fotoblogue elvense “Fotógrafos de Elvas” inaugura a sua terceira exposição conjunta no dia 12 de Setembro (18.00h) na Casa da Cultura de Elvas. A mostra com o título “Pontos de vista” estará patente ao público até dia 30 de setembro e conta com trabalhos de 26 fotógrafos elvenses. Estão todos convidados, apareçam.

Esta galeria virtual começou a divulgar imagens em outubro de 2006 e ao longo de cinco anos de atividade para além das exposições realizou vários jantares-convívio entre os membros.

Mensalmente o espaço www.fotografosdeelvas.blogspot.com recebe cerca de 5000 visitas. Em cinco anos totalizou quase trezentas mil páginas carregadas onde os internautas de 126 países puderam apreciar milhares de imagens de uma centena de fotógrafos da nossa cidade.

O objectivo do “Fotógrafos de Elvas” continua a ser divulgar e dinamizar esta arte, pretendendo ser um ponto de encontro gratuito para toda a comunidade amante da fotografia desta cidade raiana.

Lista de participantes:António Chagas ; António Serra; Beatriz Caetano; Catarina Cambóias; Emília Campos; Filipa Andrade; João Carvalho; João Choças; José Chilra; José Manuel Silva; José Nunes; Luis Feiticeiro ; Luis Penetra; Luís Piçarra; Luís Porfírio; Max Pinheiro; Miguel Costa; Nuno Veiga ; Paula Mota; Rolando Palma; Rita Cambóias; Rui Camboias; Rui Carmo; Rui Santos; Tomás Santos; Victor Mascarenhas.

Posted 10 de Setembro de 2011 by João Carvalho in Outros assuntos

Campo Maior – Festas do povo   Leave a comment

Cidade de secular tradição em labores
“Lealdade e valor” que vives na raia
Banhada pela fronteira do caia
Tuas ruas viram searas de flores

São passadeiras para os meus Amores
Cidade que vives do grão de café
Grandiosa a tua Delta chaminé
São tuas as festas do povo, e das flores

É teu Campo palco Maior desses arraiais
Porque és do povo, vestes-te com as cores
Dos olhos dos meus Amores

Terras verdes, que no verão ficam douradas
Mas são nelas que crescem as flores
Que prestam vassalagem aos meus Amores

Texto: Pedro M. M. Lopes

Foto: João Carvalho (Campo Maior, Agosto de 2011)

Posted 7 de Setembro de 2011 by João Carvalho in Foto, Pensamentos

Tagged with ,

Farrokh Bulsara   Leave a comment

Farrokh Bulsara é o nome verdadeiro do conhecido Freddie Mercury. Hoje, 5 de setembro, faria 65 anos se o infortúnio não lhe tivesse batido à porta.


A vida

Freddie Mercury foi um aclamado músico, cantor e compositor. Vocalista de uma das bandas rock mais populares dos anos 70 e 80, os Queen. Era notável a genuinidade em todos os elementos, especialmente no falecido Freddie, que se personificava com as reações do público, sendo essa uma característica admirada por muitos artistas, tais como Kurt Cobain e Axl Rose.

Mercury nasceu na ilha de Zanzibar (na altura uma colónia britânica mas que actualmente pertence à Tanzânia). Este passou a maior parte da sua infância na Índia, onde, aos sete anos, começou a dar os primeiros passos na música ao ter aulas de piano. Sendo um rapaz precoce, aos doze anos formou a sua primeira banda de escola chamada The Hectics, onde tocavam covers de artistas como Cliff Richard and Little Richard.

Aos dezassete anos, Freddie e a sua família, mudaram-se para Inglaterra, após terem de fugir de Zanzibar por questões de segurança.

Foi na faculdade que conheceu o baixista Tim Staffell, foi seu colega de quarto. Tim tinha uma banda chamada Smile, Brian May e Roger Taylor eram integrantes da mesma. Mercury costumava participar e assistir aos ensaios. Anos mais tarde, em 1970, Tim, deixou a banda e Freddie acabou por ficar como vocalista do grupo que se passou a chamar Queen. No mesmo ano, Mercury conheceu Mary Austin, com quem viveu cinco anos. Foi com ela que assumiu a sua orientação sexual – ele era bissexual- os dois ainda mantiveram uma forte relação de amizade até ao fim da sua vida (nunca casaram ao contrário do que muitos pensam). A música Love of My Life é inspirada em Mary, pois acima de tudo, era o verdadeiro amor dele.

Foi Freddie Mercury que compôs muitos dos sucessos da banda, tais como, Bohemian Rhapsody, Somebody to Love, Love of My Life e We Are the Champions, todos considerados como um hino e serão eternamente reconhecidos.

O espectáculo dos Queen ao vivo era lendário, tanto que Freddie era conhecido pela sua performance onde exibia um lado teatral fazendo com que o público participasse no concerto sem nunca existir um momento morto. David Bowie, que cantou com Mercury a música Under Pressure, chegou a comentar que “de todos os artistas de rock mais teatrais, Freddie foi mais longe do que todos…”.

Uma das atuações mais notáveis foi em 1985, no Live Aid, onde 72000 pessoas aplaudiram, cantaram e dançaram em uníssono. Foi tão aclamada que foi considerada a maior performance ao vivo na história da música rock.

Além do seu trabalho com os Queen, Mercury lançou dois álbuns a solo e alguns singles, tendo sido estes foram bastante criticados, não tendo tido tanto sucesso como a maioria dos outros álbuns Gravou também algumas músicas com o Michael Jackson, mas nenhuma foi divulgada oficialmente.

No dia 23 de novembro de 1991, Freddie Mercury disse: “Bem, resolvi confirmar ao público as suspeitas que a imprensa tem levantando há algumas semanas: eu tenho sida, e tenho lutado contra esta doença há alguns anos. Espero que daqui para a frente todos se consciencializem e se unam para enfrentar este terrível mal.” Passado um dia, a 24 de novembro, faleceu à noite na sua casa.

O corpo de Freddie, tal como desejava, foi cremado, as suas cinzas foram espalhadas na margem do Lago Genebra na Suíca, não existindo, por isso, nenhum túmulo para que os seus fãs possam homenageá-lo.

Curiosidades

Que Freddie Mercury foi um dos mais incríveis performers do século passado, capaz de deitar ao bolso muitas das actuais divas pop, ninguém duvida! Que era um aficionado do glamour e da boa vida, também não é segredo.
Mas eis algumas curiosidades sobre o eterno vocalista dos Queen que ainda muitos ainda desconhecem:



•    Freddie Mercury não sabia conduzir.
•    Freddie tinha uma paixão peculiar por gatos. Essa paixão era tão exagerada que, durante o intervalo de gravações do álbum “Innuendo”, chegou a propor uma música homenagem a sua gata, Delilah. O problema é que o baterista,  Roger Taylor, não gostou da música e saiu do estúdio, apenas voltando  no dia seguinte. Mesmo assim, a música homónima ao felino foi gravada.
•    O seu maior sonho, musicalmente falando, era cantar ao lado de Montserrat Caballé, o que acabou por acontecer em 1988, com o álbum “Barcelona”.
•    No anime Cromartie High School, há uma personagem chamada Freddie, que é uma paródia ao vocalista dos Queen.
•    Freddie também aparece no anime Beck – Mongolian Chop Squad, em sonhos dos protagonistas..
•    Freddie nunca se casou com Mary Austin, foram apenas namorados. Mesmo depois de terminarem, continuaram grandes amigos. Grande parte de sua herança foi destinada a ela.
•    Morreu no mesmo dia que o baterista da banda Kiss, Eric Carr.
•    Reza a história que os Queen jamais viajavam juntos de avião. Os quatro integrantes viajavam de dois em dois em aviões separados, porque assim, se o avião caísse, a banda poderia continuar com os outros dois integrantes.
•    John Deacon, baixista da banda, era muito próximo de Freddie, tendo dividido várias composições de sucesso com o cantor. Em homenagem ao amigo decidiu retirar-se do mundo da música após o final dos Queen.
•    A sua bebida preferida era champagne.
•    Era grande admirador de John Lennon.
•    Fã assumido de Freddie, Akira Toriyama, o criador do anime Dragon Ball, fez o professor de baseball de Gohan em homenagem a Freddie.



O que dizia Freddie Mercury?

“Até hoje ainda há quem me pergunte o que eu quis dizer em Bohemian Rhapsody. Respondo que não sei, detesto analisar minhas as músicas para os outros…”

“Acho que ser natural e sincero é o que conta…” sobre o segredo de seu sucesso, em 1985

“Bem, resolvi confirmar ao público as suspeitas que a imprensa vem levantando há algumas semanas: eu sou HIV positivo, e tenho lutado contra esta doença há alguns anos. Espero que daqui para a frente todos se consciencializem e se unam para enfrentar este terrível mal.” (a 23/11/91, um dia antes de morrer)

“A minha luva..gostaram dela? Foi um presente do diabo em pessoa!” (ao exibir uma luva cravejada de diamantes, num concerto em 1975)

“Eu não fico parado em casa a ler livros, acho isso uma perda de tempo. Eu quero viver, sem me ficar a preocupar com isto, ou aquilo, ou o que vão pensar de mim. Sabe por que vivo tranquilo? Por que Deus cuida de mim. Ele cuida da minha alma e sabe o que fazer com ela.” 1985

“Eu não serei um astro do rock, serei uma lenda!”

“Eu sou uma prostituta musical, querido.”

“A razão para o nosso sucesso, querido? O meu carisma, é claro!”

“Adoro estar cercado por coisas extravagantes.”

“As pessoas não gostam das minhas entrevistas… Francamente, não estou nem aí para eles.”

“Sempre achei que seríamos grandes… E somos!” sobre os Queen

“Sou amado por milhares de pessoas, mas acho-me o homem mais solitário do mundo.”

“Achei que o grupo só duraria uns cinco anos, e que depois eu ia ser empregada doméstica.”

“Tenho mais amantes que a Elizabeth Taylor, tanto homens como mulheres, mas os meus casos nunca duraram, parece que eu como as pessoas e as destruo.”

“Eu detesto bolsos nas calças. Nem uso meias, nem visto nada por baixo.”

“Eu não tenho a mínima vontade de viver até aos 70 anos, acho que seria chato.”

“Eu gostaria de ser cremado com todos os meus tesouros, como um faraó. Se pudesse, construía uma pirâmide aqui mesmo, em Kensington.”

“Eu não gosto dos meus dentes para fora. Tenho que os arranjar, mas não tenho tempo…fora isso, sou perfeito!”

“Gosto de levar uma vida de extremos, é a minha natureza. Ninguém me diz o que eu devo fazer ou deixar de fazer.”

“Eu sou tão poderoso no palco que parece que criei um monstro.Quando estou no palco sou extrovertido, mas lá por dentro sou um gajo completamente diferente.”

“Muito do que eu faço é representação, como um actor. No palco, finjo que sou macho.Nos vídeo clipes faço várias personagens, sempre a representar.”

“Detesto escrever letras, não sou poeta. Quero um letrista. Mentira!Prefiro fazer tudo sozinho, sou uma puta gananciosa.”

“Quanto maior melhor, em todos os sentidos.”

Posted 7 de Setembro de 2011 by João Carvalho in Musica

Pintor de arco-íris   Leave a comment

Se pudesse tocar nesse arco-íris vizinho do meu Sul
 Se pudesse construir uma montanha pintada de azul
 Agarrar aquela nuvem e pintá-la de amarelo
 E lançar num ar de vento o seu novelo
 Se pudesse esvaziar o mar e o céu e mudá-los de lugar
 Poderia no céu navegar e nadar no que é meu
 Seria peixe no céu e ave no mar
 Seria pintor de arco-íris de cores vivas
 Artista de malabarismos e sonhos
 Rabiscador de telas nativas
 Se pudesse tocar nesse arco-íris vizinho do meu Sul
 Se pudesse construir uma montanha pintada de azul
 Agarrar a terra toda de uma vez e mudar o Norte
 Pôr África toda na Noruega
 E esperar tranquilo a refrega
 Ver crescer a serenidade do mundo
 Nem que fosse só por um segundo
 Seria herói para uns e vilão para outros
 Seria Nobel da fantasia
 Rabiscador do futuro de um dia
 Se pudesse tocar nesse arco-íris vizinho do meu Sul
 Se pudesse construir uma montanha pintada de azul
 Se pudesse…
Texto: Raul Cordeiro
Foto: João Carvalho (Serra da Penha, Portalegre, Setembro de 2011)

Posted 5 de Setembro de 2011 by João Carvalho in Foto, Pensamentos

Tagged with ,

%d bloggers like this: