Tudo o que tenho para te dizer não se diz.   3 comments

Tudo o que tenho para te dizer já foi dito. Porque as palavras
não se separam dos corpos, porque apenas o tempo
se move. Tudo o que tenho para te dizer
é o que ainda me faz ter-te. Exijo a dança imóvel
das coisas, e depois o toque, e depois o arrepio. O idioma
da carne é o poema. Tudo o que tenho para te dizer
não consigo dizer. Que me arrancas aos órgãos, que me colhes
de apogeu; que me dói seres-me mero fragmento
e sentido inteiro. Que não há papel onde te caibas
em letras. Tudo o que tenho para te dizer não se diz.

*****

Texto: “Hoje Vou Sufocar a Melancolia”, a única obra escrita por António de Deus-Rosto

Foto: João Carvalho (Elvas, Portugal, 2016)

Anúncios

Posted 11 de Abril de 2016 by João Carvalho in Foto, Pensamentos

3 responses to “Tudo o que tenho para te dizer não se diz.

Subscribe to comments with RSS.

  1. Chorei de emoção ao ler! É a forma mais linda de dizer que o amor é maior do que as palavras.
    Amei!

    Liked by 1 person

  2. Como há coincidências interessante, tenho um poema que me faz lembrar este. O mundo das palavras é enorme e pequeno ao mesmo tempo!

    Liked by 1 person

Obrigado pelo seu comentário ! João Carvalho

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: