Para Os Braços da Minha Mãe   3 comments

Cheguei ao fundo da estrada
Duas léguas de nada
Não sei que força me mantém

É tão cinzenta a alemanha
E a saudade tamanha
E o verão nunca mais vem

Quero ir para casa
Embarcar num golpe de asa
Pisar a terra em brasa
Que a noite já aí vem

Quero voltar
Para os braços da minha mãe
Quero voltar
Para os braços da minha mãe

 


Texto: Pedro Abrunhosa

Foto: João Carvalho (Portalegre, Setembro de 2015)

Anúncios

Posted 27 de Setembro de 2015 by João Carvalho in Foto, Pensamentos

3 responses to “Para Os Braços da Minha Mãe

Subscribe to comments with RSS.

  1. Lindo

    Liked by 1 person

  2. Quem parte leva saudades,
    quem fica saudades tem…
    E as mãos outrora juntas
    separam-se também.

    E o verão passa num ai,
    leva-o no calor de um abraço,
    no cantar de uma cigarra…

    Podes sempre voltar,
    não esqueças que há sempre espaço,
    há ternura na mão que te agarra,
    há beijos e risos à tua espera.

    Podes sempre voltar
    para os braços da tua mãe!

    Liked by 1 person

Obrigado pelo seu comentário ! João Carvalho

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: