Carta   Leave a comment

Não falei contigo
com medo que os montes e vales que me achas
caíssem a teus pés…
Acredito e entendo
que a estabilidade lógica
de quem não quer explodir
faça bem ao escudo que és…
Saudade é o ar
que vou sugando e aceitando
como fruto de Verão
nos jardins do teu beijo…
Mas sinto que sabes que sentes também
que num dia maior serás trapézio sem rede
a pairar sobre o mundo
e tudo o que vejo…
É que hoje acordei e lembrei-me
que sou mago feiticeiro
Que a minha bola de cristal é folha de papel
E nela te pinto nua, nua
numa chama minha e tua.
numa chama minha e tua.
Desconfio que ainda não reparaste
que o teu destino foi inventado
por gira-discos estragados
aos quais te vais moldando…
E todo o teu planeamento estratégico
de sincronização do coração
são leis como paredes e tetos
cujos vidros vais pisando…

Texto: Tiago Bettencourt letra de música
Fotos: João Carvalho (Fronteira, Portugal, 2015)
Anúncios

Posted 29 de Julho de 2015 by João Carvalho in Foto, Pensamentos

Tagged with , , , ,

Obrigado pelo seu comentário ! João Carvalho

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: