Eterna   6 comments

SONY DSCEterna
A penumbra que derramaste
Entre os meus dedos,
E o verde desses olhos,
Morena
Na enseada onde o devaneio dos corpos
Ia repousar em tempos idos.

Eterna
A voz que ecoaste neste silêncio.
Mulher amada,
Inventando a maresia
Num recanto sombrio do meu quintal.

De chuva caída pelo rosto
E palavras rodopiando pelos cabelos,
Gritam planícies
Coragem
Na Despedida.

Direi ao mar que sempre virás.

Texto: © Célia Moura–a publicar “No Hálito de Afrodite” 23/10/2012 in https://celiamoura.wordpress.com/2012/10/23/eterna/
Foto: João Carvalho, Ponte da Ribeira Grande
Fronteira, Portalegre, Portugal, 2015

Anúncios

Posted 4 de Abril de 2015 by João Carvalho in Foto, Pensamentos

Tagged with ,

6 responses to “Eterna

Subscribe to comments with RSS.

  1. Se for ao mar, considere que será um vai e vem constante.

    Liked by 2 people

  2. Muito obrigada João. Beijo

    Liked by 1 person

  3. Esqueci-me de dizer, no comentáro anterior que podia ter incluído na parte final (“Texto: © Célia Moura ….) o link do post: https://celiamoura.wordpress.com/2012/10/23/eterna/

    Liked by 1 person

  4. Reblogged this on My Blog News.

    Liked by 1 person

Obrigado pelo seu comentário ! João Carvalho

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: