Corremos Dentro dos Corpos   2 comments

SONY DSCComo o sangue, corremos dentro dos corpos no momento em que abismos os puxam e devoram. Atravessamos cada ramo das árvores interiores que crescem do peito e se estendem pelos braços, pelas pernas, pelos olhares. As raízes agarram-se ao coração e nós cobrimos cada dedo fino dessas raízes que se fecham e apertam e esmagam essa pedra de fogo.

Como sangue, somos lágrimas. Como sangue, existimos dentro dos gestos. As palavras são, tantas vezes, feitas daquilo que significamos. E somos o vento, os caminhos do vento sobre os rostos. O vento dentro da escuridão como o único objecto que pode ser tocado. Debaixo da pele, envolvemos as memórias, as ideias, a esperança e o desencanto.

Texto: José Luís Peixoto, in ‘Antídoto’ 

Foto: João Carvalho (Seixal, Portugal, 2015)

Anúncios

Posted 21 de Março de 2015 by João Carvalho in Foto, Pensamentos

Tagged with ,

2 responses to “Corremos Dentro dos Corpos

Subscribe to comments with RSS.

  1. Parece muito com viver, onde existimos dentro dos gestos. Muito legal.

    Liked by 1 person

  2. Noi siamo tutto questo è dobbiamo vivere con cura.
    Bellissimi pensieri e bellissima la tua foto.
    Sherazade

    Liked by 1 person

Obrigado pelo seu comentário ! João Carvalho

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: