Luz   Leave a comment

SONY DSCE a morte não me mata mais, tantas que são as lembranças.
E o medo está cada vez mais inseguro diante de mim.
“Antes morrer livres do que em paz sujeitos”…
Toda a minha alma se contorce numa dança embalada desta terna melodia de palavras… E eis que o seu final espaçado e vagaroso a (re)pousa num recanto deste coração sedento de bem-querer…
Talvez a lua desacordada tenha intenção de desaparecer na noite rapidamente…
Nem ela suporta a intensidade das energias que me esvaziam a luz do olhar.
Talvez o sol se esqueça de brilhar, porque o seu calor já não me devolve vida…
E se o alento sustento, vem da profundidade que me trespassa o sentir…

Texto: Eldazinha in http://vivemosdemomentos.blogspot.pt/

Foto: João Carvalho (Elvas, Portugal, Junho de 2014)

Anúncios

Posted 12 de Julho de 2014 by João Carvalho in Foto, Pensamentos

Tagged with ,

Obrigado pelo seu comentário ! João Carvalho

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: