Fora de tempo   Leave a comment

SONY DSC

Longe do sítio
Onde me sento e descanso
Perto de um ribeiro manso
Onde rebola o meu versejar
Eu encontrei
Uma pedra de mil tons
Essa pedra tem toques raros
Uns maus e outros bons

Peguei nela devagar
Atirei-a ao céu
Tão longe e tão alto
Como se ele fosse meu

E ela voou e riscou
No céu como um lápis
Um nome nasceu
Com as cores do arco-íris

É raro termos a sorte
De ser cor das cores do céu
De ver de perto
Um pequeno troféu
Erguer-se num mundo incerto
E usar o mesmo olhar
E usar o mesmo respirar
E a mesma pedra de mil tons
Para dar cor ao luar

E ela voou e riscou
No céu como um lápis
Um nome nasceu
Com as cores do arco-íris

Texto: http://vidadaspalavras.blogspot.pt/

Foto: João Carvalho (Juromenha, Portugal, 2014)

Anúncios

Posted 24 de Junho de 2014 by João Carvalho in Foto, Pensamentos

Tagged with ,

Obrigado pelo seu comentário ! João Carvalho

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: